fbpx
Administração
Para ajudar a cuidar da gestão do seu negócio.
Campanhas
Conteúdos de campanhas do Hybank.
Contabilidade
Entenda mais sobre finanças.
Geral
Outros temas para o microempreendedor.
Marketing
Dicas incríveis para o visual do seu negócio.
Pix
Novo meio de pagamentos para bancos no Brasil.
Regras de negócio
Dicas gerais para empreender melhor.
Vendas
Alavanque suas vendas com essas dicas.

Negócio próprio: 5 erros financeiros mais comuns

Ter o próprio negócio e trabalhar por conta própria, para algumas pessoas, parece um sonho. Porém, sem tomar certas atitudes como fazer um bom controle e planejamento financeiro, gerenciar seu negócio sozinho (a) pode virar uma dor de cabeça das grandes. Por isso, hoje vamos falar sobre 5 erros financeiros mais comuns para quem está […]

8 MIN LEITURA
28 APRIL 2021

Ter o próprio negócio e trabalhar por conta própria, para algumas pessoas, parece um sonho. Porém, sem tomar certas atitudes como fazer um bom controle e planejamento financeiro, gerenciar seu negócio sozinho (a) pode virar uma dor de cabeça das grandes. Por isso, hoje vamos falar sobre 5 erros financeiros mais comuns para quem está começando!

Quando pensamos sobre ter o próprio negócio, geralmente pensamos em todo o lado positivo da situação, como a independência financeira, horário próprio de trabalho e o melhor de tudo: sem chefe mandando no que temos ou não que fazer. Maravilha, né?

Ter o próprio negócio inclui, entre outras coisas:

·         Liberdade para organizar o tempo: É lógico, esse tempo será condicionado pelo seu fluxo de trabalho, pedidos de clientes e disponibilidade de fornecedores. Porém, de resto, é possível gerir o tempo da forma que lhe for mais conveniente, pois não existe um chefe para dizer diretamente o que precisa ser feito. A responsabilidade é 100% do gestor, e por isso, é necessário fazer um bom controle desse tempo.

·         Definição própria de metas: Quando falamos sobre trabalhar por conta própria, falamos também sobre poder escolher os ganhos e metas que desejamos atingir, ao contrário do dia-a-dia de uma empresa, onde outras pessoas irão definir quanto a empresa deve faturar e o quanto esse valor vai aumentar ao longo do tempo, calculando o seu salário de uma forma quase independente dos lucros gerados. Nesse cenário, o gestor define o próprio salário considerando as necessidades pessoais e as necessidades do seu negócio.

·         Definição de objetivos a curto e longo prazo: O profissional que trabalha sozinho é quem define os objetivos do seu negócio e a forma que ele deve evoluir. Quando se trabalha para uma empresa, os líderes e gestores orientam para onde a empresa deve caminhar, mesmo que você não compartilhe da mesma opinião.

·         Autoridade na área: À medida que o negócio próprio vai crescendo, o nome do gestor estará associado a ele, assim, abrindo novas oportunidades para participar de outros projetos. Nesse cenário, o trabalhador é quem levará o crédito por todas as boas ideias. E também, as que não são tão boas assim. É uma faca de dois gumes, mas, se os planos forem executados do jeito certo, é o nome dele que vai ganhar autoridade e abrir novas possibilidades!

Nem tudo é o que parece ser

Ter o nosso próprio negócio faz com que nos sintamos senhores do nosso próprio futuro, no controle de tudo. Mas a realidade, muitas vezes, é outra. Ter o próprio negócio exige estudo constante de mercado, sacrifícios pessoais, dedicação e disciplina. Para quem ainda não aprendeu a segurar as pontas financeiramente, encarar a realidade de tocar um negócio sozinho(a) pode ser um grande desafio.

Por isso, hoje, trazemos alguns dos maiores erros de quem trabalha por conta própria, para que você, leitor, possa identificar e evitar possíveis gargalos no futuro do seu negócio. 

Nosso objetivo aqui é fazer com que você se sinta confiante para tocar seu próprio negócio e não desistir, pois, como falamos acima, um negócio bem administrado pode gerar bons frutos e levar para o mercado um profissional qualificado (você), pronto para atender às necessidades de seus clientes!

Dono do próprio negócio frustrado ao fazer as contas no final do mês

5 erros financeiros mais comuns de quem está começando o próprio negócio

1. Gastar sem planejar

Sair às compras é uma maravilha, certo? Mas sem planejamento pode ser um pesadelo! Um pequeno gasto a mais do que o necessário pode atrapalhar o orçamento mensal que reflete diretamente no seu projeto, principalmente, se você não separa os custos da sua casa e do seu negócio. O ideal é comprar apenas o que realmente precisa e se atentar aos valores que, podem parecer pequenos, mas se somados fazem diferença no bolso no final do mês.

2. Abusar do cartão de crédito

Esse é um dos erros mais comuns, e mais importantes de serem reconhecidos. Muitas pessoas usam o cartão de crédito e esquecem de que a conta vai chegar, acumulando compras e gerando uma fatura, que muitas vezes acaba não cabendo no orçamento.Você pode acabar se endividando e não conseguindo pagar o valor total da fatura no mês seguinte. Não pagar à vista é um fator facilitador, mas lembre-se sempre de que você precisará arcar com os custos dessas compras em algum momento.

3. Não saber o quanto gasta

Se você não souber o quanto gasta e o quanto ganha, não vai conseguir cortar as despesas desnecessárias para conseguir economizar e investir no seu negócio. Nessas horas, ter uma planilha de custos e atualizá-la sempre que o dinheiro entrar ou sair da sua conta é essencial para o dia-a-dia. Atualmente, existem aplicativos para fazer esse controle, como o aplicativo da nossa conta digital, que mostra em tempo real todas as saídas e entradas da sua conta através do extrato virtual.

4. Não ter uma reserva para emergências

Imprevistos parecem que nunca vão acontecer, mas acredite. Eles acontecem sim! E se você não tiver um dinheiro reservado para essas emergências, pode acabar se endividando. Faça o controle mensal do seu dinheiro pessoal e do dinheiro que é destinado para o seu capital de giro (ou seja, o dinheiro que irá pagar as despesas do seu negócio, como equipamentos, insumos, fornecedores, etc). O ideal é ter dinheiro o suficiente para se manter por alguns meses.

5. Não pagar a fatura do cartão

Deixar de pagar a fatura do cartão de crédito ou realizar somente o pagamento mínimo, pagando a fatura em diversas parcelas, é outro erro comum cometido pelo empreendedor. Os juros para esse tipo de atraso costumam ser altos e, em pouco tempo, a dívida pode dobrar de tamanho. Portanto, a nossa dica é: organize bem e planeje suas finanças para que assim você consiga pagar o valor total da fatura.

Conta Digital Hybank: a conta parceira do trabalhador brasileiro

Você já cometeu algum desses 5 erros financeiros na hora de gerenciar o seu negócio próprio? Agora, você já sabe o caminho mais saudável a ser seguido. Para nós aqui do Hybank, que estamos sempre em contato com nossos clientes e sabemos de suas dificuldades no dia-a-dia, é sempre gratificante ver a sua evolução ao tocar o próprio negócio e conquistar independência financeira. Por isso, oferecemos a você o nosso recurso mais poderoso na hora de controlar as finanças: a nossa conta digital gratuita.

Clique aqui para conhecer todos os benefícios que ela pode trazer a você e ao seu negócio!

Compartilhe este artigo em:
Post anterior
Próximo post
Já passou da hora do seu negócio estar no mundo digital
Tudo sobre o método de organização de negócios 5S!
E-mail inscrito com sucesso!
Ficamos felizes que queira receber nossas novidades. Acompanhe pelo seu e-mail novas postagens e notícias do blog.
Mensagem enviada com sucesso!
Agradecemos o envio da sugestão e com certeza levaremos em consideração para criar novos conteúdos para o blog.