fbpx
Administração
Para ajudar a cuidar da gestão do seu negócio.
Campanhas
Conteúdos de campanhas do Hybank.
Contabilidade
Entenda mais sobre finanças.
Geral
Outros temas para o microempreendedor.
Marketing
Dicas incríveis para o visual do seu negócio.
Pix
Novo meio de pagamentos para bancos no Brasil.
Regras de negócio
Dicas gerais para empreender melhor.
Vendas
Alavanque suas vendas com essas dicas.

Dropshipping: como funciona, quais as vantagens e como aplicar no seu e-commerce

Descubra como o dropshipping pode ajudar no estoque do seu e-commerce.

11 MIN LEITURA
24 MARCH 2021

Muitos empreendedores que estão começando a estruturar seus e-commerces se deparam com uma dificuldade: como armazenar todos os produtos que serão oferecidos aos clientes pela internet? Com o dropshipping, casos como esse deixam de ser um problema.

Dropshipping é a técnica de venda em que o vendedor deixa a responsabilidade de ter o estoque e fazer a entrega para o seu fornecedor. Em resumo, o vendedor deixa de armazenar os produtos e passa a fazer apenas a interface entre o comprador e o fornecedor.

Quer entender melhor como funciona a técnica? Neste texto nós vamos explicar o que é dropshipping, como surgiu, quais os benefícios, vantagens e desvantagens e, o principal: como aplicar dropshipping no seu negócio. Vamos lá!

Mas afinal, o que é dropshipping?

Dropshipping vem da junção de duas palavras em inglês: drop, largar e shipping, remessa ou envio. A técnica é do vendedor largar o envio dos produtos.

Com o dropshipping, o vendedor, geralmente um e-commerce, faz todo o trabalho comum de prospecção de clientes, precificação, negociação e venda. Porém, na hora de fazer a entrega, o responsável se torna o fornecedor. Assim, quem tem que se preocupar com o estoque também é o fornecedor, e não o vendedor.

Não é preciso ficar investindo em estoque e espaço físico para guardá-lo! Basta saber o que o fornecedor tem em estoque e efetuar a venda. Em outras palavras, ao invés do fornecedor enviar o produto para o vendedor, e o mesmo enviar para o cliente, o fornecedor já envia direto ao cliente.

É importante lembrar que o relacionamento com o cliente é 100% do empreendedor, ou seja, o cliente nem sabe que o fornecedor existe.

Como surgiu o dropshipping

Hoje, o modelo de dropshipping é um dos mais rentáveis no espectro de e-commerce. Por incrível que pareça, nasceu nos anos 60. O modelo começou primeiro quando empresas de mala direta utilizavam de catálogo de produtos para vender mais. Na época, as pessoas recebiam os catálogos em casa, escolhiam o produto e as empresas faziam o envio.

Quando a JCPenney & Sears criou um armazém para estocar uma quantidade maior de produtos, a fim de acompanhar a demanda dos pedidos, a CompuCard teve a genial ideia de listar o que havia em estoque no armazém em seu próprio catálogo e enviar aos clientes. Com o pedido feito, a CompuCard compraria o produto da JCPenney & Sears e colocaria o endereço de envio direto no cliente.

E foi assim que nasceu o dropshipping.

Benefícios e vantagens do dropshipping

Existem diversos benefícios no modelo de dropshipping!

Menos custo: o empreendedor não precisa investir em compra de estoque, diminuindo significativamente seu investimento no negócio.

Maior facilidade: como o modelo de dropshipping funciona de forma online, não é necessário ter uma loja física. Isso não só diminui mais o investimento, como também facilita o início da operação.

Além do mais, o empreendedor não precisa se preocupar com logística, fretes, aluguel de armazém, região de venda… tudo fica nas mãos do fornecedor e, provavelmente, ele tem uma experiência muito maior em lidar com tudo isso.

Mais variedade de produtos, mais clientes: sem necessidade de estoque, o empreendedor poderá testar novos produtos e até novos nichos de mercado sem despender um custo maior e também sem correr riscos. O leque de produtos é do tamanho do estoque de todos os seus fornecedores!

Sem preocupações de crescimento: tendo essa facilidade e variedade maior de operação, o vendedor também consegue crescer seu negócio com maior escala. Muitos problemas de crescimento existem por conta de ter de atingir outras regiões, estoques maiores, e custos maiores.

No modelo de dropshipping, como todo o trabalho de estoque e entrega estão nas mãos do fornecedor, o empreendedor não precisa nem se preocupar com isso.

Desvantagens do modelo e cuidados que devem ser tomados

Competição: por ser algo relativamente simples de se fazer, muitas pessoas já fazem há um tempo e há muitas pessoas iniciando, fazendo com que a competição seja muito alta.

Poucos diferenciais: o modelo é simples e os produtos são dos fornecedores, logo, o espaço para criar um diferencial é menor. Se o empreendedor conseguir criar algo em seu modelo de dropshipping que poucos, ou ninguém, oferecem, ele terá chances de sair na frente.

Margens de lucro podem ser menores: por ter alta competição e dificuldade em se destacar, a forma mais óbvia e simples de aumentar clientes é na baixa precificação. Ocorre, portanto, uma guerra de preços, e isso significa reduzir o máximo possível para atrair clientes. O resultado é menor margem de lucro.

Fique atento ao fornecedor: fornecedores de baixa qualidade podem acabar com o trabalho do empreendedor. Como o estoque e a entrega estão nas mãos do fornecedor e o relacionamento com o cliente é 100% do empreendedor, qualquer problema nessa área estraga a reputação do empreendedor. E o pior: o empreendedor não tem controle nenhum sobre isso.

Não ter estoque significa estar sempre atualizado com o estoque do parceiro: imagina se você vende um produto que não está mais no estoque do seu fornecedor? É muito importante que o empreendedor esteja sempre atualizando seu e-commerce com os estoques dos fornecedores.

Como aplicar o dropshipping na prática

1. Tenha uma ideia e busque um diferencial:

Não escolha qualquer produto apenas para entrar no dropshipping, tenha uma ideia de negócio. Busque problemas não resolvidos do seu público-alvo e tente criar uma solução que só você tem. O dropshipping tem que ser apenas sua técnica de venda e não o seu negócio!

Portanto, tenha primeiro um negócio desenhado e inclua o dropshipping como modelo para diminuir seus custos e aumentar escalabilidade

2. Escolha seu fornecedor:

A escolha do fornecedor não é baseada apenas nos produtos disponíveis, e sim na qualidade. Entenda a reputação do mesmo, os preços cobrados, qualidade de envio, monitoramento de estoque, rastreamento de entregas. Pense que um fornecedor ruim pode falir o seu negócio. Ele deve ser um parceiro.

Faça uma lista dos potenciais fornecedores, avalie eles por diferentes características (preço, qualidade de produto, entrega, reputação etc…). Quanto mais características, melhor! Ah, e defina qual mais combina com sua operação.

Outras dicas:

  • Pesquise nas redes sociais e em fóruns.
  • Faça contato e entenda todo o processo de dropshipping deles, incluindo os processos logísticos.
  • Peça amostra – faça um teste.
  • Confira todas as taxas e custos.

3. Crie sua loja online:

Esse é um trabalho de criação de marca. Logo, nome, domínio (o seu site), tudo deve ser pensado. Entenda a mentalidade do seu público-alvo e crie algo que ele possa se identificar.

A Venda Fácil, a loja virtual do Hybank é uma ótima forma de criar uma vitrine online sem custos e com muita facilidade.

4. Determine seus preços:

Conheça todos os custos do(s) seu(s) fornecedor(es) antes de precificar na loja. Fretes, taxas e outras tarifas devem ser estudadas além do preço do produto. Assim, você pode também incluir nos seus preços. Além disso, estude os seus concorrentes, seus preços e seus diferenciais!

5. Faça seu marketing e comece a vender:

Marketing digital é a forma mais direta de atrair clientes a um e-commerce. Google Ads e Facebook Ads são excelentes ferramentas para atrair clientes no Google, Facebook e Instagram.

E se você tem um conhecimento maior sobre o que vende, considere criar conteúdos. Blogs, e-mails e vídeos explicativos são ótimas formas de ganhar reputação com o público.

Caso faça conteúdo por escrito, recomendamos ter um conhecimento de SEO (em inglês, search engine optimization) que, em palavras curtas, é uma maneira de ter um ranking maior nas páginas de busca, como o Google.

Fornecedores de Dropshipping

Nós separamos uma lista de 20 fornecedores tiradas da Internet, de blogs, sites e outras fontes. Não fizemos nenhuma avaliação e curadoria a respeito deles. Essa não é uma lista de fornecedores recomendados pelo Hybank. Recomendamos que faça uma avaliação cautelosa dos seus potenciais fornecedores:

  1. Oberlo Brasil (variados)
  2. MixBarato (moda)
  3. Xtreme Atacado (modas, móveis, acessórios e eletrônicos)
  4. Atacado Barato (moda)
  5. Kaisan (moda)
  6. Importados de Grife (moda)
  7. Atacado das Sacoleiras (moda)
  8. Grandes Grifes (moda)
  9. Loja Rosa Tropical (moda)
  10. Imagem Folheados (bijuterias e joias)
  11. Luxjóias (bijuterias e joias)
  12. Empório Bags (acessórios)
  13. Hayamax (eletrônicos)
  14. Gazin (eletrônicos e móveis)
  15. Ponto Mix Import (eletronicos)
  16. Vivo na 25 (acessórios mobile)
  17. Yakao (eletrônicos)
  18. DX dealextreme (eletrônicos, acessórios)
  19. Gearbest (eletrônicos e lazer)
  20. Alidropship (produtos de baixo custo)
Compartilhe este artigo em:
Post anterior
Próximo post
Como cobrar clientes e evitar calotes?
O microcrédito pode ajudar o seu negócio!
E-mail inscrito com sucesso!
Ficamos felizes que queira receber nossas novidades. Acompanhe pelo seu e-mail novas postagens e notícias do blog.
Mensagem enviada com sucesso!
Agradecemos o envio da sugestão e com certeza levaremos em consideração para criar novos conteúdos para o blog.