fbpx
Administração
Para ajudar a cuidar da gestão do seu negócio.
Campanhas
Conteúdos de campanhas do Hybank.
Contabilidade
Entenda mais sobre finanças.
Geral
Outros temas para o microempreendedor.
Marketing
Dicas incríveis para o visual do seu negócio.
Pix
Novo meio de pagamentos para bancos no Brasil.
Regras de negócio
Dicas gerais para empreender melhor.
Vendas
Alavanque suas vendas com essas dicas.

O microcrédito pode ajudar o seu negócio!

O microcrédito tem sido um grande auxiliar para trabalhadores informais e autônomos nessa pandemia. Será que ele também pode ajudar você?

7 MIN LEITURA
05 APRIL 2021

O microcrédito é necessário para o seu negócio?

A pandemia do novo coronavírus gerou tempos difíceis para o bolso da maioria dos brasileiros. E não é para pouco: dados do IBGE afirmam que a taxa de desemprego no país alcançou recordes em 19 estados, sendo as maiores taxas detectadas no Nordeste, e as menores, no Sul do país. Segundo o Santander, a taxa de desemprego poderá alcançar um pico de 16,9% neste primeiro semestre de 2021. 

O cenário atual é um tanto pessimista para o trabalhador brasileiro, e esse é o momento de encontrar uma solução financeira! Sem a possibilidade de trabalhar em um emprego formal, muitos estão apostando suas fichas em formas de ganhar uma renda extra ou até mesmo abrindo o próprio negócio, porém, com pouco dinheiro para começar.

Por isso, hoje vamos contar um pouco sobre o microcrédito, que vem sendo a solução para muitos desses brasileiros que querem abrir o seu negócio ou expandi-lo. 

O que é microcrédito

O microcrédito, como o próprio nome sugere, é um empréstimo de pequeno valor. 

A primeira instituição de microcrédito nasceu em 1846 em Bangladesh, pelas mãos do economista Muhammad Yunus, que buscava encontrar um auxílio para que as famílias mais pobres pudessem investir em seus negócios e assim, obter seu próprio capital de giro.

Dessa forma, Yunus começou a emprestar pequenas quantias de dinheiro sem cobrar juros a um pequeno grupo familiar, atitude que mais tarde levaria à fundação do Grameen Bank e ao modelo atual de microcrédito, usado como exemplos por bancos do mundo inteiro.

Hoje em dia, aqui no Brasil, o microcrédito é utilizado como uma proposta do Governo Federal para promover o crescimento de renda e incentivar microempreendedores e autônomos.

As regras do microcrédito são geridas pelo BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento), mas quem o oferece são as instituições financeiras e, principalmente, as OSCIP’s (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público) empresas sem fins lucrativos, cujo a missão é apoiar e envolver a população mais desfavorecida financeiramente.

As formas de garantia mais aceitas são o avalista e o aval solidário, em que um grupo se torna avalista dos créditos individuais de cada um de seus membros. Caso um dos membros não pague uma parcela devida, o restante do grupo se responsabiliza por esta.

Se compararmos às linhas de crédito tradicionais, podemos notar que os valores oferecidos pelo microcrédito são inferiores e muito mais simples de adquirir.

O que é preciso para se candidatar?

  • Ter mais de 18 anos.
  • Ser uma pessoa física ou jurídica.
  • Ter aprovação na análise socioeconômica de sua condição financeira e situação do seu empreendimento
  • Possuir um faturamento anual bruto – isto é, sem os descontos de impostos – de até R$ 360.000,00 por ano, uma média de renda mensal de até R$ 30.000,00. 
  • Desejar abrir o próprio negócio ou aprimorá-lo, possuindo CNPJ ou não. Podemos citar alguns exemplos de trabalhadores como: cabeleireiros, artesãos, vendedores e revendedores de cosméticos.

Regras sobre o uso do dinheiro

O valor do microcrédito é destinado exclusivamente a projetos específicos para investir no seu negócio e gerar capital de giro (o valor que você possui para a manutenção de insumos, matéria-prima, estoque e fornecedores) .

Portanto, se você está se perguntando:

“Eu posso usar o microcrédito para comprar um computador novo?” – Se o seu computador é uma ferramenta de trabalho, sim.

“Quero comprar uma máquina de costura, posso usar o microcrédito?” – Se você trabalha com confecção de roupas, é claro!

“Preciso comprar um fogão novo, o microcrédito é pra mim?” – Se cozinhar é uma parte importante do seu serviço, sem dúvidas!

Resumindo, o microcrédito, apesar de disponível para pessoas físicas ou jurídicas, não diz respeito a bens pessoais.

Como conseguir

Está dentro dos critérios? Hora de pedir o seu microcrédito!

Para obtê-lo, é só contatar uma instituição financeira que disponibilize esse tipo de serviço. A taxa de juros do empréstimo não será superior a 4% ao mês e os prazos do financiamento, assim como as garantias exigidas são negociadas entre o trabalhador e a instituição. Lembrando que, no momento da contratação do microcrédito, as instituições financeiras podem cobrar uma Taxa de Abertura de Crédito (TAC) que é aplicada em operações para MEIs e trabalhadores informais. Porém, ela não pode ultrapassar 3% do valor financiado.  

O microcrédito é a sua solução?

O microcrédito pode ser aquele empurrãozinho para tirar o seu negócio do papel e estruturá-lo ao seu modo, mas, não podemos nos esquecer do mais importante: não é porque você conseguiu o microcrédito que todos os seus problemas vão acabar. Saber onde e quando investir esse dinheiro é essencial para fazer um bom controle do seu crédito e conseguir pagá-lo, quando chegar o momento.

Planeje, comece a fazer cálculos! Invista em um modelo de fluxo de caixa que funcione melhor para você, calcule quanto de lucro você tem atualmente, quanto você quer ter a médio prazo, quanto dinheiro você vai precisar fazer para ter um capital de giro fixo e quanto será necessário para pagar o seu empréstimo do microcrédito. O microcrédito, apesar de possuir juros baixos e formas de garantias mais acessíveis, não é uma doação, certo?

 E aí, o que achou do microcrédito? Ele pode contribuir no seu negócio?

Compartilhe este artigo em:
Post anterior
Próximo post
Dropshipping: como funciona, quais as vantagens e como aplicar no seu e-commerce
MEI e Imposto de Renda: Como declarar?
E-mail inscrito com sucesso!
Ficamos felizes que queira receber nossas novidades. Acompanhe pelo seu e-mail novas postagens e notícias do blog.
Mensagem enviada com sucesso!
Agradecemos o envio da sugestão e com certeza levaremos em consideração para criar novos conteúdos para o blog.